Prezados Cooperários,

Negociação 360°, como já dito antes, é o nome que demos às nossas negociações em 2021.

A intenção é mostrar aos dirigentes, que o empregado precisa colher frutos do que produziu de resultado para as cooperativas em 2020 e 2021, ter valorizado o seu trabalho, seu esforço e principalmente sua coragem, ao encarar a pandemia, sem vacina, durante quase todo o período.

O 360° é para ser proativo ao trabalhador, gerar estímulo, sentimento de reconhecimento e de valor pelo seu trabalho.

Mas, ao contrário do 360° sugestivo da nossa negociação, o que estamos vivendo, é uma repetição do que aconteceu em outros anos. A negociação de 2021 parece ter sido abandonada pelos representantes do ramo Crédito. Em mais de 30 dias tivemos apenas três contatos de negociação, agora sumiram de novo.

Essa falta de compromisso é o mesmo que dizer aos empregados: “dane-se, não reconhecemos seus esforços e vocês não merecem receber parte do que geraram de resultado às Cooperativas”.

O cooperativismo sem os empregados não existiria, pois são eles que disseminam o espírito cooperativista aos cooperados, mantendo os mesmos fidelizados e confiantes na relação cooperativa.

O trabalhador do Crédito não merece receber este tratamento.

As assembleias aprovaram pautas de reajustes justas, dentro do que o empregado merece e o mercado vem negociando.

Inicialmente, recebemos uma proposta de reajuste de 9,5% em todas as verbas salariais, depois ofereceram 10,5%, e agora, há duas semanas, fizeram a última proposta com reajuste de 11,08%, mesmo índice do INPC do período, e aplicando na ajuda alimentação o mesmo reajuste, sem oferecer nenhuma melhoria.

Todas foram recusadas pelo Sintracoop.

Já são 12 meses vivendo com o mesmo salário, vendo tudo subir de forma vertiginosa. E após o reajuste vamos ficar os próximos 12 meses vivendo com esse novo salário?

Assim não dá, merecemos um reajuste com ganho real, tanto nos salários quanto na ajuda alimentação, afinal, trabalhamos e produzimos por eles.

Na negociação do ano passado, cedemos ao nosso pleito inicial, aceitando os argumentos dos representantes do crédito, agora é hora de aceitarem nossos argumentos e fecharmos uma negociação justa e merecida para o trabalhador.

O sistema de crédito Cooperativo vem ganhando visibilidade no mercado, e não pode jamais se esquecer de quem constrói todo esse sucesso.

Vamos resistir a essas propostas fora da realidade e do que o trabalhador merece.

Contem conosco!

Abraços,

Marcelino Henrique Queiroz Botelho

Presidente

3º EDITORIAL AGO’S 2021 – NEGOCIAÇÃO 360°

Uma opinião sobre “3º EDITORIAL AGO’S 2021 – NEGOCIAÇÃO 360°

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>